Sindicatos Médicos:

Você não está logado
Entrar | Cadastrar

40 anos da Federação Nacional dos Médicos




Trailer mostra um resumo do vídeo especial dedicado aos 40 anos da Federação Nacional dos Médicos (FENAM). No registro, há passagens daqueles que já estiveram à frente da entidade. Confira um pouco dessa trajetória que revive a história do sindicalismo médico brasileiro.

A FENAM foi criada em 1973, quando seis dirigentes sindicais, liderados pelo Dr. Charles Damian, tornaram realidade o ideal de um pequeno grupo de médicos. Iniciava ali, a união da categoria em torno das conquistas que se faziam necessárias na defesa de seus interesses. Hoje, 40 anos depois, a entidade conta com 53 sindicatos filiados e sua sede está na capital do país. Representando os 400 mil médicos brasileiros, suas principais bandeiras de luta são:

-Defesa dos direitos humanos na saúde
-Desprecarização do trabalho médico
-Planos de cargos, carreiras e vencimento
-Piso fenam
-Investimento de 10% da receita bruta da União para a Saúde
-Ensino de qualidade na medicina
-Aplicação do REVALIDA
-Recuperação da gratificação de desempenho dos médicos federais
-Assistência digna à população
-Combate, punição e devolução de recursos desviados da saúde
-Contra a abertura indiscriminada de escolas de medicina
-Contra os abusos dos planos de saúde
-Contra às terceirizações do serviço público de saúde





Avalie este conteúdo
Se você achou esse conteúdo interessante deixe seu voto clicando no botao "gostei". Os conteúdos melhor avaliados ficam em destaque para os outros usuários.


Este conteúdo tem 790 visitas

Para votar, você precisa estar logado no site.


Comentários


Deixe seu comentário






Digite as letras que você vê na imagem ao lado:



Interatividade
Nossos canais na Web 2.0
 
Informativo eletr�nico
Cadastre-se e receba por email as not�cias da









Caso seja mais de um amigo, separe os emails por vírgula.

Para votar, você precisa estar logado no site.


Desenvolvimento: RBW Comunicação |
© Federação Nacional dos Médicos - FENAM (2008)